No icon

Moro chama de “bobagem” foto com Doria em Nova York

Um dia após ter tirado fotos ao lado do pré-candidato a governador de São Paulo e ex-prefeito da capital paulista João Doria (PSDB), em Nova York,  o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba, chamou de “bobagem” e disse não se arrepender de aceitar convites para posar ao lado de políticos, como o polêmico retrato ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-MG), em 2016, em uma festa de premiação da revista IstoÉ.

“Estou num evento social e tiro uma foto, isso não significa nada. É uma bobagem isso”, ressaltou Moro, que também negou ter “relação pessoal com Doria”. “Não me arrependo nem um minuto de aceitar esses convites”, disse o juiz antes de discursar a um grupo de empresários num hotel em frente ao Central Park.

O encontro de Doria e Moro ocorreu no Museu de História Natural, em Manhattan, onde o juiz de Curitiba foi premiado Personalidade do Ano pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, na noite de  (terça-feira, 15). A premiação é concedida há mais de 40 anos a uma personalidade brasileira e uma americana. Pelos Estados Unidos, o homenageado foi o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, dono de uma das maiores fortunas do mundo.

Sob a legenda “Noite especial aqui em NY ao lado de duas pessoas que admiro: ex-prefeito de NY, Michael Bloomberg e o Juiz Sergio Moro, homenageados no “Person of the Year Awards” (Personalidade do Ano), prêmio que também tive a honra de receber no ano passado”, o ex-prefeito de São Paulo publicou em sua rede social três fotos do evento ao lado de Moro.

Essa não é a primeira premiação internacional de Moro. Ele foi escolhido como uma das personalidades do ano, em 2016, pela revista Time e apontado como um dos grandes líderes mundiais pela Fortune. Nesta quinta-feira, Moro participa de um evento em Nova York promovido pela Lide, empresa de Doria, sobre segurança jurídica e investimentos no Brasil.

Fonte: Congresso em Foco

Comentários